Blog / Blockchain / Blockchain na indústria da aviação.

Blockchain na indústria da aviação.

A SITA, junto aos principais parceiros da indústria, lançaram o projeto MRO Blockchain Alliance. A aliança possui as organizações líderes na cadeia de Manutenção, Reparo e Revisão (MRO). O objetivo do projeto é utilizar a tecnologia blockchain para monitorar, rastrear e registrar partes e peças de aeronaves. A prova de conceito deverá ser realizada no segundo trimestre de 2020. 

A aliança já havia sido discutida em 2019, em evento do HAECO Group. Hoje não existe um banco de dados global, mas um compartilhamento incompleto e digitalização parcial. A possibilidade de criar um padrão global do uso da blockchain para rastrear peças poderá simplificar e acelerar o rastreamento. Assim, será possível o compartilhamento seguro de informações entre as partes interessadas.

Como irá funcionar.

A tecnologia será utilizada em duas vertentes de informações separadas, para cada parte da aeronave. Um segmento digital e um passaporte digital. O segmento servirá para fornecer o status da peça em tempo real, todo seu caminho até sua origem. Enquanto o passaporte fornecerá a identidade indiscutível da peça, assim como a certificação da aeronavegabilidade e demais dados vitais da mesma. 

“Esta iniciativa faz parte da exploração contínua da blockchain da SITA, uma tecnologia que acreditamos promete uma tremenda oportunidade para otimizar o compartilhamento e o registro de informações no setor de transporte aéreo. Em um setor tão interconectado quanto o nosso, a capacidade de compartilhar e registrar dados comuns de maneira segura, sem abrir mão do controle desses dados, é fundamental para gerar novas eficiências nas viagens aéreas. Isso é particularmente verdade no setor de MRO.”

Matthys Serfontein, presidente da Air Travel Solutions da SITA.

A SITA, enquanto fornecedora de TI do âmbito do transporte aéreo, tem como função gerenciar a governança da aliança global. Assim como apoiar os grupos de trabalho e entregar os componentes necessário da tecnologia de blockchain dentro dos padrões SPEC2000 e SPEC42.

A economia.

Em pesquisa, a PwC estimou, em 2019, que o uso da blockchain poderia aumentar a receita da indústria aeroespacial em até 4%, ou US $ 40 bilhões. Enquanto reduziria os custos de MRO em cerca de 5% ou US $ 3,5 bilhões, globalmente. Essas economias serão derivadas do armazenamento seguro de documentos.

A indústria de MRO processa, por ano, cerca de 25 bilhões de peças e adiciona cerca de três bilhões de peças novas no mercado. Com 20 mil fornecedores, cobrindo 144 mil voos todos os dias, gera cerca de US $ 100 bilhões por ano.